Você Sabe Quais Os Riscos da Hipnose?

Quais Os Riscos Em Hipnotizar Alguém?

SLEEP
Hipnose pode virar caso de policia e até de hospital, caso o hipnotizador não tenha ética e responsabilidade com o sujeito hipnotizado. Porém, os riscos da hipnose só existem quando o hipnotizador não está devidamente orientado.

Partindo do pressuposto que todo hipnotista quer o bem do sujeito hipnotizado (quero acreditar nisso), concluímos que a melhor maneira para não passar dos limites em uma apresentação de hipnose é colocar-se no lugar do sujeito e evitar qualquer rotina que constranja ou ridicularize as pessoas de alguma maneira.

Fatores como o contexto e o ambiente também devem ser observados, por exemplo, fazer o sujeito comer uma cebola em uma apresentação de rua, não é algo positivo nem como brincadeira, porque se ele (a) estiver indo para o trabalho ou casa da namorada (o), isso vai ser um problema, não vai? Imagine-se chegando com bafo de cebola no trabalho, com certeza vai ficar constrangido.

hipnose de palco2Outra coisa que muitos hipnotistas fazem é a PONTE HUMANA, um fenômeno de catalepsia onde o sujeito é posto deitado entre duas cadeiras, uma apoiando as pernas e a outra apoiando a cabeça e então alguém sobe na barriga do sujeito e fica em pé sobre ele, alguns costumam quebrar blocos de concreto na barriga do sujeito hipnotizado, mas e se a pessoa tiver algum problema de coluna? (se não tem, pode ter!).

Será que não vai sentir as dores depois que despertar do transe? E quanto a fazer pessoas imitarem animais e se arrastarem pelo chão, você gostaria que fizessem isso com sua mãe ou irmã? Se sim, procure um psiquiatra hoje ainda.

riscos da hipnose

Existem rotinas que só devem ser aplicadas com a permissão do sujeito, por exemplo, o orgasmo hipnótico, uma rotina em que o hipnotista aperta a mão da pessoa ou toca-lhe em algum lugar e ela simplesmente age como se estivesse tendo um orgasmo naquele momento.

É engraçado? É! Mas, lembre-se, se não for divertido para o sujeito depois que despertar do transe, isso pode ocasionar um bloqueio e ele nunca mais querer ser hipnotizado, o que pode até prejudica-lo futuramente se ele precisar passar por um tratamento com hipnoterapia.

Também é necessário cuidado com o tipo de sugestão aplicada, por exemplo, se você pedir a pessoa que se imagine no meio de uma guerra, ela pode mesmo em transe, sair correndo e até se machucar!

Alguns hipnotizadores realmente não tem noção, sugerem alucinações com coisas negativas, como por exemplo, aranhas ou baratas, e aí eu pergunto, se a pessoa tiver um trauma com aquele inseto, uma fobia?

Ela poderá entrar em uma reação emocional intensa e se esse hipnotizador não tiver o devido treinamento em terapia, terá sérios problemas em resolver a situação.

medo
É interessante estar atento à forma como se da a sugestão, por exemplo, dizer ao sujeito “E quando você abrir os olhos, verá a pessoa que mais admira.” Ok. Muito bem, mas e se essa pessoa que ele tanto admira for um familiar já falecido? O sujeito pode entrar em choque! Nesse caso, é mais interessante usar a fraseologia: “E quando você abrir os olhos, verá seu artista predileto.”

Outra coisa que deve-se evitar fazer no entretenimento é regressão hipnótica, sugerir que o sujeito volte ao seus tempos de infância e vivencie experiências ali, isso pode fazer com que ele de algum modo, retorne a experiências traumáticas que ele nem mesmo lembrava, desencadeando assim reações emocionais negativas como choro, gritos, agressividade e afins.

E se você deseja se aprofundar no estudo da hipnose, clique no campo abaixo em “QUERO RECEBERseta Cadastre seu melhor e-mail e receba conteúdos Exclusivos sobre hipnose e desenvolvimento humano!
minicurso-de-hipnose

Nos shows de hipnose em Las Vegas, os espectadores assinam um termo de responsabilidade reconhecendo estar ciente de tudo que o hipnotizador pode fazer com elas no palco, por isso, qualquer situação vexatória que elas venham passar, fica sob a responsabilidade delas, a não ser que essa situação gere dano físico, aí o hipnotizador pode ser processado, como em um caso que o Hipnólogo Rafael Baltresca costuma contar, onde o hipnotizador ordenou aos sujeitos que pulassem na piscina imaginaria que estava a sua frente e uma delas quebrou o braço ao bater contra o piso.

hipnose de palco
A segurança do sujeito também é sua responsabilidade (você hipnotizador), certifique-se de que ele não caia no chão ou que no caso de uma apresentação na rua, não corra para o asfalto (acredite, já aconteceu do sujeito sair correndo porque entendeu que deveria agir assim diante da sugestão do hipnólogo), por isso tenha cuidado com o que sugere ao hipnotizado, também já ocorreu do sujeito aceitar a sugestão de que era um lutador e saiu batendo na pessoa do lado!

Tenha em mente que sua função ao hipnotizar é dar as pessoas uma experiência incrível da qual se lembrarão com alegria para o resto da vida.

Uma dica muito útil é aderir ao conceito H+, H+ é um conceito usado pelo hipnólogo Igor Ledochowski para criar conforto e confiança no sujeito, essa ideia consiste no H que representa um desejo intenso de hipnotizar alguém e no + que aponta para uma intenção positiva em hipnotizar este alguém.

SUGESTÕES POSITIVAS

Utilizar o H+ significa assumir uma postura firme e forte diante do sujeito, sem tempo para pensar “E se der errado?” agindo assim, você transfere ao sujeito essa confiança, o que faz com que ele sinta-se seguro e confortável para ser hipnotizado por você. A intenção positiva é tão importante quanto o foco para hipnose.

O objetivo desse artigo não é causar alarde, mas simplesmente conscientizar você hipnotizador iniciante que a hipnose não é um brinquedo, muito pelo contrário, é coisa séria e se não utilizada corretamente, pode prejudicar você e as pessoas que hipnotizar.

Então, em vez de aprender uma indução ou outra e sair “testando” com as pessoas por aí, estude mais, busque a teoria por trás da prática, assista vídeos, leia artigos e livros, faça cursos (muitos gratuitos pela internet) e acima de tudo, coloque-se no lugar das pessoas que você deseja hipnotizar, queira dar a elas experiências positivas ao invés de apenas demonstrar o seu “poder de mago”.

Agindo assim, as pessoas que forem hipnotizadas por você, ficarão muito agradecidas, pedirão para ser hipnotizadas mais vezes e vão falar muito bem de você para os amigos!

Artigo Produzido por:
Apresentação do João


E se você deseja se aprofundar no estudo da hipnose, clique no campo abaixo em “QUERO RECEBERseta Cadastre seu melhor e-mail e receba conteúdos Exclusivos sobre hipnose e desenvolvimento humano!minicurso-de-hipnose

Mais artigos: Hipnose para Iniciantes

Entrevistas: Entrevistas sobre Hipnose

Mais Aulas: Induções Hipnóticas

Siga-nos nas Redes Sociais:
Fan Page (Conteúdos de qualidade publicados para você)
Grupo de Estudos no Facebook (Com mais de 9 mil hipnólogos)
Youtube (São mais de 15 mil participantes ativos)

Instagram
Twitter

4 comentários em “Você Sabe Quais Os Riscos da Hipnose?

  1. fui hipnotizada online pelo whatsapp e logo em seguida tive pesadelo e fiquei muito assustada. o que pode ter acontecido? Tive que ir no hospital tomar dois diazepan, tô com medo, muito medo. Na hipnose ele só falou que eu ia sentir cócegas na palma dos pés e os braços e olhos cansados, e mais nada. Tô com medo, como desfaço isso?

    1. Não da para afirmar que o que você teve foi causado por causa da hipnose, pois pelo que você mesmo falou a principio não teve motivo alguma com as sugestões dele. O que recomendo é procurar um profissional para investigar mais profundamente a causa disso.

      Mande um e-mail para [email protected] e poderemos ajudar!

  2. Por exemplo colocamos o sujeito em transe e damos a sugestão para o sujeito não ouvir mais tem como retirar a sugestão ??

    1. Dhiego, se você não retirar a sugestão, a pessoa vai se normalizar sozinha, mas é muito importante que retire todas as sugestões e faça a pessoa se sentir muito bem para que ela queira ser hipnotizada por você novamente. 🙂

Deixe um comentário